1 de agosto de 2011

Defesa Civíl

Desde a última sexta-feira (29) não parou mais de chover no município de Castro e decorrente as chuvas, aconteceram alguns transtornos em que a Defesa Cívil, logo foi acionada.

Imóvel da APAE
Na manhã de hoje o secretário Municipal, Izidro Guedes, coordenador executivo da Defesa Civíl de Castro, foi acionado sobre um imóvel pertencente a APAE, onde o telhado caiu, atingindo o quarto de um dos funcionários.
O Corpo de Bombeiros esta tomando as medidas preventivas e o engenheiro da Prefeitura Municipal, Marcos Napoli, foi acionado para preparar laudo.
O CREA, através do engenheiro Vitor Hampf, também esteve no local.


Poste
Aconteceu também um tombamento na PR-151 no prolongamento da Benjamin Constante, onde um poste quando caiu arrastou junto com ele alguns fios elétricos, a Copel já está tomando as devidas providencias.







PR-151
A mureta da rodovia PR-151, devido a infiltração de aguá sob o acesso da cidade de Castro e Tibagi, interditando a mesma.
A Defesa Civíl, acionou a concessionária Rodonorte que com o deslizamento, abriu grande parte da pista sentido Piraí do Sul, colocando em perigo os usuários.


Devido as fortes chuvas em Castro, que ultrapassam 17 mm, existem vários pontos de alagamento, ao exemplo da Central da Guarda Urbana e possivél transbordamento de pontes. O Rio Iapó está invadindo áreas da Cidade estancando o Rio São Cristóvão, pelo volume de chuvas que ocorreram nesses dias, já é comparada a grande enchente de 1973.
A defesa civíl continua em alerta e pede para que qualquer duvida, acionem os telefones 3906-2123 ou 99817027.

Um comentário:

  1. Vamos rezar pra parar de chover. Replicado via Twitter e Facebook! Abraço!

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu contato e seu comentário!
Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo de Castro.